Facebook0
Google+0
Twitter0
LinkedIn0
Pinterest0
Matéria publicada no AlumniFEA.

Formado em administração, Silvio Dória explica como a FEA influenciou na criação de ‘Sua Casa Limpa’, uma startup de limpeza bem sucedida.

Quando Silvio Dória e seu irmão gêmeo, Flávio Dória, viram sua mãe desempregada, em abril deste ano, eles resolveram utilizar os recursos da internet e o que aprenderam em suas faculdades para alavancar a renda dela. Antes trabalhando em um restaurante, Dona Ieda mandou vários currículos para tentar algum outro emprego formal, mas não obteve sucesso. Pondo em prática o que estudou na Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo, Silvio teve a ideia de criar um site e investir no serviço informal da mãe, que era nos trabalhos domésticos: “Minha mãe trabalhou com faxinas boa parte da vida. Ela estava desempregada e ficando deprimida em casa. Então, meu irmão e eu fizemos um cartão para divulgar um serviço de faxina simples no nosso prédio, e recebemos várias ligações. Para alcançar mais pessoas, fizemos o site, e o negócio explodiu.”

Foi daí que nasceu o ‘Sua Casa Limpa’. Hoje, uma startup de limpeza que possui tecnologias inovadoras, funcionários contratados (além de Dona Ieda), contato online por WhatsApp e diversos tipos de serviço, como limpeza de apartamentos e escritórios e passar de roupas, a empresa cresceu consideravelmente desde que foi criada, fazendo a renda da mãe passar de um salário mínimo para cerca de 6 mil reais no último mês de julho. Levando em conta o intuito de inovar, algo que Silvio aprendeu com experiências em extensões acadêmicas realizadas na FEA, a empresa aceita pagamento até em bitcoins. “Quase 40% dos pagamentos do serviço são feitos pelo PayPal. Ainda não recebemos pagamento via bitcoins, mas nossa ideia é mostrar que você consegue pagar a faxina como você quiser. Esse é um dos diferenciais, o uso da tecnologia.”, explica o empresário. E o aspecto tecnológico não se restringe somente às formas de pagamento, mas são incorporados também na prestação do serviço: os funcionários não usam vassoura, para esse trabalho eles utilizam o “iRobot Aspirador”, assim como o “Flip fold” para dobrar roupas com perfeição, mas de forma mais rápida.

História na FEA e perspectivas para o futuro

Silvio, assim como a maioria dos alunos da FEAUSP, teve que se dedicar muito para entrar na faculdade. Como compensação, e para ter um maior desenvolvimento pessoal e profissional, ele resolveu aproveitar ao máximo o que a instituição poderia lhe oferecer, tendo feito parte do time de baseball e da Liga de Mercado Financeiro. Participou de diversas competições e valorizou todas as oportunidades, o que afirma ter sido fundamental para sua entrada no mercado. “Quando iniciei o Sua Casa Limpa, coloquei em prática tudo que aprendi na faculdade. Esse é um daqueles momentos em que você percebe o quão importantes são todas as disciplinas estudadas ao longo do curso. Pode não fazer sentido num primeiro momento, mas você acabará utilizando aqueles conhecimentos na vida profissional”, comenta Silvio.

Na Liga de Mercado Financeiro, um dos projetos que ele e seus colegas deram início foi o da revista Markets St. Depois da primeira edição, ele acabou convidando outras faculdades para participar do projeto, como uma forma de expandir a revista para além da FEA. A iniciativa foi um sucesso, e hoje a revista é uma parceria entre entidades da FEA, Poli, Insper e FGV. Além de uma conquista pessoal, ser editor da revista reverberou em acréscimo profissional “Ver hoje a revista ainda na ativa é um motivo de orgulho pra mim. No começo, eu mesmo fazia o layout dela, e acabei ganhando familiaridade com programas de edição de imagem, usando bastante desse conhecimento no Sua Casa Limpa e até no banco!”

Com o êxito do site, Silvio e o irmão pretendiam abrir uma empresa formal no início de 2018, mas conseguiram fazer isso logo no terceiro mês de atividade. Agora, eles trabalham em um aplicativo para tornar ainda mais dinâmico e fácil o agendamento do serviço: “queremos ser o uber das faxinas”, brinca o empresário. Para o futuro, Silvio ressalta que a empresa tem recebido muitos currículos, e eles pretendem investir nisso, “além da minha mãe, temos hoje mais duas pessoas nos ajudando. Minha mãe ganhava um salário mínimo e hoje ganha algo que ela nunca pensou em ganhar na vida. Nossa ideia é ajudar mais pessoas que estavam na mesma situação da nossa mãe.”